Humano, não de ferro

chain-690088_960_720

Por vezes eu choro.

Chego a derramar

lágrimas em vão.

Choro pela minha insensatez,

por valorizar algo que

Não deve ser dado valor.

E fico eu, de olhos inchados.

Foi intenso cada memento,

um por um guardei na minha memória

para chorar tudo de uma vez.

Quando me encontro num poço

sem fundo, trato de enchê-lo

até o topo com um sorriso.

Eu corro dos meus problemas.

Volto.

Sou humano, não sou de ferro.

Tenho sentimentos, tenho segredos

maiores que o mundo.

E quando não há mais lágrimas a transbordar,

volto ao meu estágio normal.

Chore quando puder,
Mas, sorria sempre.

Anúncios

2 comentários sobre “Humano, não de ferro

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s