(Re)Encontre-se

Por vezes ficamos perdidos. Perdidos em nós mesmos, desencontrados nesse mundo e incapazes de viver coerentemente. São tantos esconderijos interiores fazendo-nos desligar das emoções. E acabamos encolhidos num canto particular, enrijecidos e magoados. Perdição que procuramos, perdição que queremos. Cada um sabe dos seus medos, suas mazelas, seus maiores pecados e pontos mais sensíveis. Contudo, esses lados nossos estão sempre à frente e acabam transbordado.

As mentes tornaram-se mundos individuais. Enjauladas, acorrentadas, atadas como bicho bem temido. Todavia, não somos monstros peculiares, somos gente. Gente feita de sangue e carne, gente feita de sorriso, gente feita de amor. E é difícil seguir nessa maratona diária sozinhos. Precisamos de ajuda. O mais obsoleto é muitas pessoas querendo ajuda, porém, não querendo se ajudar. Pois é difícil olhar para si mesmo. Não é chegar no espelho e admirar a beleza nossa, mas sim, olhar no seu interior. Nos seus âmagos não desbravados.

Temos tantas fazes e essas etapas sempre deixam vestígios, nem que seja um grão, deixam marcas na gente. E esquecemos dessas marcas (ou fingimos não lembrar). Esses estágios são um processo construtivo interior. Por mais pior ou melhor, aprendemos e descartamos feito lixo. Devemos carregar tudo isso como cicatrizes, no entanto, cicatrizes curadas pela força de vontade. Mesmo assim, fazem essas cicatrizes virarem grandes feridas escancaradas quase dizendo “tenham pena de mim!”. E você, tem pena de você para pedir zelo?

Desprenda-se dessas ataduras que você mesmo se prendeu. Seu coração foi trancado e a chave está ao seu lado e minha nossa, tu nem percebes. Reerga-se igual a um castelo abalado e reconstruído depois de um tempo. Seja seus tijolos, seus operários, seja seu próprio rei. Não se faça refém de você mesmo. É mais fácil encontrar os outros do que ser encontrado.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s