Vá sem medo

hallway-1245845_960_720

Talvez você tenha idealizado seu casamento durante a vida toda. Sonhou com o véu e a grinalda – como manda o protocolo. Depois receber aquela chuva de arroz. Ou até no seu smoking caro com uma singela gravata borboleta. Ter uma lua de mel numa praia deserta… Você e seu amor juntos se amando na areia. E depois de um ano de casados, estariam numa casa bem espaçosa, com um filho e um cachorrinho de estimação. Aquela cena clássica antes do marido sair para trabalhar e a mulher ajuda a dar o nó na gravata e ajeita o colarinho. No final, ele carrega o blazer nas costas, segurando o mesmo numa mão e a outra mão vai levando sua maleta.

Nem por isso se deva passar. A gente sonha, sonha, sonha tanto e quando nos deparamos com a realidade, a decepção bate na porta. Recebemos​ a visita, convidamos ela para se adentrar, sentar-se e tomar uma xícara café. Estamos tão preocupados com o futuro, mas, porém, contudo, entretanto, todavia (espero não ter esquecido de nenhum advérbio de adversidade), esquecemos do agora. Crescemos ouvindo “você só vai colher o que plantar” e esquecemos de pôr em prática.

Sim, é bom almejar aquele carro na garagem, aquelas férias na Disney, encontrar a alma gêmea… Quem nunca? Meu caro(a), existe um caminho até seu desejo. Nunca virá o Aladin te falando para esfregar a lâmpada mágica e fazer seu desejo. Não existe Aladin. O segredo é você ser seu próprio gênio da lâmpada.

Então trilhe teus caminhos sem ter medo. Construa seus sonhos com bastante esforço. Aí tu verás lá na frente o contentamento. É só batalhar que consegue. Ninguém pode realizar seus desejos por você, ninguém pode estar contente por ti. Algo do tipo: “Fulano, eu tô emprestando minha satisfação, você quer? Só me devolva depois, tá?!” Corra atrás.

É difícil, pois são tantos obstáculos e acabamos desistindo no meio do caminho – ou até antes de começar. No entanto, não é impossível. Use o tempo necessário. Se te criticarem por estar realizando um sonho, ignore. Como eu disse, ou melhor, escrevi: o contentamento é pessoal. Até existem outras formas de aprazimento entre mais de uma pessoa e, decerto, o cerne dessa tese é sobre o lado pessoal. Pense mais em você mesmo (claro, sem ser individualista). Vá sem medo…

Anúncios

2 comentários sobre “Vá sem medo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s