Missa métrica

O santo no meio do altar e rezas profundas.

Lágrimas escorridas, pingadas no pano seco.

Vela pela metade com chama quase branda.

Pedido que volte tal que partiu sem despedida.

 

A igreja pára de pé com o choro do santo.

Vento que circula o corredor até o altar.

Um olho no padre rezadeiro, outro na missa.

Joelho no chão, e “Ave Maria, cheia de graças”.

 

Sino no alto da capela soa, dez badaladas.

Arrepio vindo, coração acelerado, fé.

O Baixo Clero todo levanta, batinas brancas.

Eu sou, tu és, ele é irmão, assim como nós somos.

 

“Em nome do Pai”, a vela se apaga e vento.

“Em nome do Filho”, bíblia fechada, acabou.

“Em nome do Espírito Santo”, povo levanta.

A porta se fecha, um ponto final na missa.

 

igreja.png
Imagem Tumblr/ Igreja Métrica